Como ingressa carreira na televisão: Veja algumas formas!

A carreira na televisão é o sonho de muitas pessoas. A fama, a remuneração, o prestígio podem ser benefícios que fazem destas representações um sonho de consumo a ser alcançado! Mas por onde começar? Ingressar na televisão pode não ser tão simples, e pensando nisso, trouxemos algumas formas que podem ajudar você. Confira a seguir:

Cursos

Você deve saber que a concorrência para os profissionais da área é acirrada. Por isso, não adianta só ter talento ou sorte na sua carreira, é preciso se preparar participando de uma formação de qualidade. Se destacar nesta área é essencial, ou seu nome não vai brilhar entre os melhores do mercado.

Muitas pessoas levaram anos para serem descobertas, por isso, o truque é ter paciência e se preparar bastante. Vale a pena investir no máximo de cursos para estar capacitado e entender um pouco  e tudo: arte, música, dança, atuação, entre outros. Esteja pronto para várias seleções e várias decepções!

Jovens Talentos

Hoje, na televisão, há diversos programas voltados para a revelação de talentos no mercado de atores, apresentadores e músicos. Esta oportunidade pode ser a sua grande chance de destaque. O quadro jovens talentos do programa Raul Gil, por exemplo, tem descoberto grandes talentos.

Quem participa do quadro, tem a chance de se apresentar no programa e concorrer ao prêmio máximo que proporciona o direito de gravar um CD em uma das melhores gravadoras do Brasil! Muitos artistas já foram revelados e esta pode ser a chance de decolar a sua carreira.

Testes para novelas

Depois de estar preparado para o mercado, vale a pena se inscrever para testes em novelas. As SBT novelas, por exemplo, estão sempre contratando novos talentos e lançando artistas no mundo da televisão. Para quem quer trabalhar na Rede Globo, a novela que mais contrata novas carreiras é Malhação, exibida anualmente. Muitos artistas já começaram por lá!

Entretanto, vale ressaltar que este mercado é muito restrito e a carreira pode não decolar em alguns estados. Isto quer dizer que você deve estar apto para viajar a fim de participar de testes e audições para os papéis disponíveis. De qualquer forma, você deverá manter em mente que nem sempre a oportunidade vem de primeira e dar o seu melhor a cada apresentação, independente do papel.

A dica é participar de cursos e oficinas de atores famosos, para receber ensino exclusivo e manter o contato com profissionais conhecidos. Neste ramo, ter bons contatos pode fazer a diferença.

Quanto ganha um professor infantil? Precisa de diploma superior?

Os primeiros  anos da educação infantil são momentos de grande importância para a formação de uma criança, dessa forma é importante que os profissionais que atuam como educadores infantis sejam capacitados para oferecer a melhor formação.

Se você deseja saber quanto ganha um professor e se é necessário ter um diploma para atuar nessa área da educação continue lendo.

A seguir falaremos um pouco mais sobre o piso salarial de um professor infantil e os requisitos que esse profissional precisa atender para atual no mercado de trabalho.

Professor infantil precisa de diploma superior?

Em diversas áreas de atuação o diploma superior é um pré requisito, porém ainda existem setores que não exigem essa formação dos seus profissionais.

Por muitos anos o professor infantil atuou tendo como formação apenas o Magistério, que não é um curso superior mas um curso de nível médio que habilita o professor para atuar dentro da Educação Infantil.

Nos últimos anos as regras foram reformuladas, dessa forma, para atuar da Educação Básica até o 5º ano do ensino fundamental os professores devem possuir formação superior em pedagogia.

Quanto ganha um professor infantil

Vamos agora falar sobre o salário mínimo de um profissional que atua como professor infantil!

Inicialmente você sabe o que é piso salarial? Esse é o menor valor de salário que um profissional pode receber por suas atividades dentro da sua categoria, sendo esse um valor determinado por lei ou por sindicatos.

O piso salarial de um professor varia de acordo com o nível de ensino ao qual ele leciona, e a seguir poderemos conferir melhor os valores para um professor infantil.

  • Piso salarial para professor com magistério: R$ 1.917,78.

Esse piso salarial incide sobre professores da rede pública que possuem a sua formação em magistério nível médio e atua com carga horária de 40 horas semanais lecionando na educação infantil e no ensino fundamental.

  • Piso salarial para professor de escolas privadas no ensino infantil: R$ 1.134,21.

Vigente para professores que atual da educação infantil até o 5o ano do ensino fundamental, esse piso está de acordo com o Sindicato dos Professores de São Paulo.

Média salarial de professores por nível de atuação

O valor do piso salarial pode mudar de acordo com o nível de ensino onde o professor está atuando, dessa forma confira a seguir uma média entre as regiões do Brasil:

  • Professor da Educação Infantil (primeiros anos): R$ 1.500,00;
  • Professor do Ensino Fundamental: R$ 1.800,00;
  • Professor do Ensino Médio: R$ 2.400,00;
  • Professor Universitário: R$ 3.200,00;
  • Professor do Ensino Técnico: R$ 1.800,00;
  • Professor do Ensino a Distância (EAD): R$ 2.000,00.

É importante lembrar que o salário do professor infantil pode ser reajustado anualmente pelo Governo Federal como aconteceu no ano de 2018 onde um reajuste de 6,81% foi aplicado sobre o piso salarial dos professores infantis.

Como consultar a tabela de pagamento do IPVA?

O IPVA é um imposto muito importante para o proprietário de veículos. Devido a isto, o ideal é que você fique por dentro do assunto e se prepare para o pagamento dele. Você sabe como consultar a tabela de pagamento do IPVA? Se você quer saber mais sobre o assunto, leia o texto a seguir e saiba como.

O que é o IPVA?

O IPVA corresponde ao Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores e é um dos impostos obrigatórios mais importantes para os motoristas brasileiros.

O pagamento do imposto, garante que o seu veículo está apto para circular nas vias e permite que você realize o licenciamento do seu veículo. Todas essas documentações são de porte obrigatório e devem estar sempre atualizadas para não erar consequências graves.

Tabela IPVA

O IPVA pode ser muito variado em algumas regiões. Por exemplo, seu valor pode ser diferente para alguns estados. Sem contar que, o pagamento do imposto depende do modelo do veículo. Cada categoria de automóvel terá um valor a ser pago distinto, por isso é importante ficar atento à tabela IPVA.

Esta tabela é lançada anualmente e os proprietários de veículos precisam estar atentos aos valores e prazos de pagamento. Vale lembrar ainda, que você deve conferir o imposto diretamente para a sua região a fim de que não haja divergência na quantia. Confira:

Não achou a sua região? Entre em contato com o Detran do seu estado e se informe quanto ao imposto. Não deixe que a sua documentação fique irregular!

Lembre-se: para alguns estados, o valor do IPVA pode ser muito alto. Por isso, quanto antes você calcular o seu IPVA de acordo com o modelo do veículo, melhor será para se preparar para o pagamento anual.

Não paguei o IPVA, e agora?

Como você já deve saber, a quitação deste imposto é obrigatória e isso quer dizr que não cumprir com o pagamento pode gerar consequências.

Além de receber uma multa pelo atraso, você também estará sujeito ao acréscimo de uma porcentagm de juros aplicados ao valor base diariamente.

outra consequência para quem não cumpre com o IPVA, é o impedimento de realizar o licenciamento do veículo. Ambas as situações podem gerar cobrança de multas de trânsito e pontos na carteira!

O IPVA atrasado rende ao motorista sete pontos na CNH e ao atingir 20 pontos, ele perde temporariamente o direito de dirigir por ter a sua CNH suspensa. Considerando estas informações, o ideal é ficar de olho nos impostos para veículos e não perder as datas.

Quais os principais custos em ter um carro 0km?

Se você está pensando em adquirir ou já adquiriu um carro 0km, existe uma série de coisas que você deve saber sobre as despesar que o seu veículo pode ter. Você está preparado para elas? Muitas vezes, quem compra um carro não considera todos os gastos envolvidos na aquisição, por isso, preparamos para você quais os principais custos em ter um carro 0km. Assim você poderá se organizar financeiramente e pensar se esta é a melhor opção para você.

Confira abaixo:

Parcelas

Obviamente, o custo de comprar um carro zero vai ser superior a de um carro usado, por isso, as parcelas serão altas. O financiamento do carro zero tem um custo elevado. O valor da prestação vai depender também da entrada que você oferecer para o veículo, que terá de ser generosa para a prestação ser baixa.

Impostos Obrigatórios

Para todo proprietário de automóvel no Brasil existe uma série de impostos de ordem obrigatória que são completamente necessários para que o seu veículo circule de forma regular. São alguns deles: o DPVAT, Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres, e o IPVA, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

Vale lembrar que esses valores devem ser pagos anualmente e podem variar de estado para estado.

Emplacamento

Além dos impostos obrigatórios mencionados, o emplacamento do veículo é um dos primeiros gastos que você terá ao comprar seu carro 0km. Será preciso emplacar o carro no município que você residir. A placa do seu carro representa a identidade do mesmo. Você deve realizar o emplacamento juntamente ao Detran/MG e o valor dele pode variar de ano para ano.

Outro gasto necessário é o do par das placas. Geralmente, o valor delas gira em torno de R$ 40. Caso você venha a ter alguma dúvida em relação a estas cifras, procure se informar com o órgão responsável da sua região!

Seguro do carro

Para quem vai adquirir um carro 0km a adição do seguro é um gasto necessário. No geral, o valor que você pagará pelo seguro depende do tipo de serviço escolhido e do modelo do seu carro. Quanto mais caro o veículo, mais caro será o seguro a pagar por ele. Mas considere, por exemplo, um carro popular. O seguro pode variar entre R$2 mil e R$4 mil.

Se for possível,  informe-se com uma agência de seguro sobre as taxas requeridas para os modelos de carro em que você estiver interessado e leve o valor em consideração!

3 Direitos de Portadores de Moléstia Graves

Nem sempre somos cientes de todos os nossos direitos, principalmente no caso de quem vive em alguma condição de doença grave. Preparamos este texto para esclarecer algumas dúvidas quanto a este assunto. Se você quer saber um pouco mais sobre isso, siga com a leitura e conheça 3 direitos que os Portadores de Moléstia Graves possuem.

A Constituição Federal prevê alguns benefícios que viam auxiliar a vida das pessoas portadores de  Moléstia Grave. Todos que se enquadram nessa situação tem direito às seguintes regalias.

Isenção do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física

O IRPF é uma declaração que deve ser feita anualmente e que representa o valor anual descontado do rendimento do funcionário. Sua declaração é obrigatória! Mas os portadores de Moléstia Grave não fazem parte de quem precisa declarar o imposto de renda.

Para garantir esta isenção, é preciso ir até o órgão responsável por sua aposentadoria e solicitá-lo. É necessário comprovar o direito ao benefício através de um laudo médico. Então, antes de ir solicitar a isenção, garanta que sua documentação está em mãos.

Diagnóstico, tratamento e remédios pelo SUS

Um beneficio muito importante e que fará diferença para este paciente  é o direito de ter um diagnóstico preciso, receber o devido  tratamento e a medicação necessária com custo zero.  Todo o tratamento é realizado através do SUS, Sistema Único de Saúde. O primeiro tratamento deverá ocorrer em um prazo de até sessenta dias a partir do dia em que o paciente for diagnosticado.

Quanto a aquisição dos medicamentos que serão necessários, é preciso se informar diretamente com o estabelecimento de saúde que a pessoa estiver frequentando,  porque na maioria das vezes, o próprio estabelecimento é responsável pala manipulação e distribuição desses remédios. Não esqueça que esses medicamentos devem ser gratuitos!

Aposentadoria por Invalidez

Outro direito deste paciente, devidamente diagnosticado, é a aposentadoria por invalidez. Mas atenção: o benefício só é concedido se a condição que o paciente se encontrar por considerada definitiva pela própria perícia do INSS. O decorrer da aposentadoria por invalidez independe do auxilio-doença, outro benefício que é direito desses pacientes.

No geral, cada situação irá ter seus próprios requisitos vindo a depender do paciente, portanto, é preciso se informar corretamente.

A constituição assegura que os portadores de Moléstia Grave tenham qualidade de vida de acordo com a situação que estiverem enquadrados. É preciso estar ciente de todos os direitos e solicitá-los o mais rápido possível!

FONTE: irpf2017.org

Saiba como funciona a lista de espera do PROUNI?

Se você se inscreveu no Programa Universidade para Todos (Prouni) e não foi selecionado na primeira e na segunda chamada, calma, pois nem tudo está perdido.

O Programa oferece novas oportunidades aos estudantes que ficaram na lista de espera com as vagas que não foram preenchidas pelos candidatos aprovados que acabam desistindo, não comparecendo para fazer a matrícula dentro do prazo ou falta a documentação necessária.

A lista de Espera do Prouni fica disponível quase um mês depois da abertura do processo seletivo. Mas atenção: a lista não é automática e o candidato precisa entrar no site e dizer que tem interesse em participar do Programa. Normalmente o prazo para o candidato confirmar o interesse no site é de dois dias.

Alista é divulgada conforme a abertura de novas vagas, onde, em seguida, os candidatos vão sendo chamados. É de responsabilidade do candidato acessar o sistema do Programa todos os dias, até o encerramento do período, para conferir se o seu nome consta dentre os selecionados. 

Como entrar na lista de espera?

No prazo determinado pelo programa o candidato deve entrar no site do ProUni com o número de inscrição e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente. Em seguida é só clicar na opção “Manifestar interesse em participar da lista de espera” e aguardar a confirmação do sistema.

Vale lembrar que as vagas da lista de espera são exclusivas aos candidatos que participaram daquele processo seletivo do ProUni, ou seja, não está aberta a novos inscritos.

Quais os pré-requisitos?

Apesar de poucas vagas ficarem disponíveis na lista de espera, o processo é menos exigente do que nas etapas anteriores. O candidato precisa ter feito qualquer edição do Enem partir de 2010 e ter tirado pelo menos de 450 na média, além de não ter zerado a redação.

Além disso, o Programa também exige que a renda familiar bruta mensal seja de até 1,5 salário mínimo por pessoa, caso a bolsa seja integral, e de 3 salários mínimos per capita, para bolsa parcial (50%).

Como acontece a seleção?

Os candidatos são classificados de acordo com a nota do Enem e a nota de corte de cada curso, ou seja, se a nota do estudante for alta, também são maiores as chances de garantir uma bolsa.

O Programa acontece sempre duas vezes por ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestre. Então fique atento às inscrições do Prouni 2019 e não perca a oportunidade de fazer um curso de ensino superior.

Quem tem direito a indenização do DPVAT?

Com pagamento obrigatório e anual, o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre  (DPVAT) é a principal forma de garantir que vítimas de acidentes de trânsito recebam uma ajuda para tratamento médico. O pagamento é débito em conta corrente ou poupança. Para saber quem pode receber leia nosso artigo a seguir. 

Como funciona o seguro do DPVAT?

Dentre as obrigações anuais de pagamento está o seguro DPVAT. Também conhecido como ‘seguro obrigatório’, ele é pago por todos os proprietários de veículos no Brasil. Seu controle e organização acontece através da Seguradora Líder em todo o país. 

Os proprietários de veículos devem pagar o valor anualmente juntamente com o seu boleto do IPVA. É uma taxa obrigatória por isso o boleto é pago conjuntamente com o IPVA já na primeira parcela. O valor é enviado diretamente para a seguradora e ela controla os pagamentos. 

Não é possível parcelar o IPVA sozinho. Contudo, se o proprietário do bem móvel paga o IPVA parcelado então já está pagando também o DPVAT em parcelas porque ambos são enviados como taxa única. Parcelado ou não, o valor é o mesmo e sem juros se as datas de pagamento forem obedecidas. 

Quem pode receber o dinheiro do DPVAT?

O seguro DPVAT é focado em vítimas de acidente com perdas de saúde. Ele só cobre danos ao corpo e não bens materiais. Uma quebra de uma bicicleta, mesmo sendo um instrumento de trabalho, não há direito de receber. 

Todos os envolvidos e com ferimentos em menor ou maior gravidade de um acidente de trânsito podem solicitar o seguro. São eles:

  • Motorista – tendo culpa ou não;
  • Passageiros do veículo;
  • Transeuntes – pedestres.

Para este tipo de seguro (ao contrário de um seguro particular) não há diferença de quem for culpado. Basta ter um dano leve ou grave e há o direito de receber o valor. São exemplos fraturas, torções, amputação de membros ou até quadros permanentes como invalidez. 

Quem estava no veículo no momento do acidente ou sofreu um atropelamento e não teve dano algum não pode solicitar o seguro. Ele precisa ter gastos médios ou perdas para ter direito a uma indenização. 

Quanto é o seguro DPVAT?

Por enquanto não está previsto nenhum aumento do valor DPVAT 2018. Devem seguir os mesmos valores de 2017 para indenizar vítimas de acidente de trânsito em diversos graus de gravidade. Nenhuma perda física por mais importante que seja pose ser requirida da seguradora, mas é cabível de processo judicial com o causador do acidente.

O teto da indenização é de R$ 13.500, pagamento para o caso de morte ou perda de locomoção ou ainda um dos membros. Perdas parciais como amputações ficam entre R$ 6.750 para perda auditiva parcial ou total ou R$ 1.350 (perda do baço, por exemplo). 

A vítima ou seus dependentes podem requisitar o seguro até três anos corridos após o acidente. Depois desse período o direito é suspenso. Isso deve ser feito por meio de preenchimento de formulário diretamente com a seguradora apresentando a documentação com laudo médico e outras informações importantes.

Como Aprender Inglês de Forma Rápida?

Das línguas estrangerias possíveis de aprender no Brasil o inglês é uma das mais procuradas. O motivo? Em um mundo globalizado temos contato constante com o idioma. Os países que possuem o inglês como língua principal são grandes potências econômicas e o contato com a língua é constante. Para quem tem interesse há formas rápidas de aprender inglês. Saiba mais!

Como se aprende a falar inglês?

O aprendizado de uma língua estrangeira pode ser complexo e durar muito, mas depende de qual o idioma escolhido. O inglês é uma língua de origem anglo saxã. Ao contrário dos idiomas neo latinos como o espanhol não possui uma grande familiaridade com o português e nem comparativos. Há poucos cognatos e por isso alguns acham complicado. Mas não é. 

Temos muito contato com o inglês em marcas de roupa, termos usados no dia a dia como ‘marketing’ e ‘notebook’ e isso gera uma familiaridade. Pode parecer pouco mas esses termos inseridos já ajudam. Para quem quer aprender a língua se torna mais simples quando se parte de algo conhecido. 

Existem muitas formas de aprender outro idioma. Existem os auto didatas que abrem um livro e vão treinando até memorizar tudo. Já outros preferem boas aulas como dos Cursos SENAC 2018 de idiomas e outros buscam sites com vídeos e apostilas. O importante mesmo é começar. 

Métodos para aprender a falar inglês

No aprendizado de uma língua estrangeira muitos métodos podem ser usados. O mais comum é a aula presencial, formato usado nos Cursos SENAC. Um professor em sala de aula trabalha uma lição por encontro com aulas apenas de conversação para incentivar a fluência e teoria e prática mixados. 

Com a modernidade existem o formato EAD – educação à distância. Vídeos animados ou apostilas em sites que ensinam qualquer idioma ajudam a quem quer aprender um novo idioma sem sair de casa. Há com o estudo online a facilidade de fazer uma grade de horários mais ampla e estudar como e onde quiser. 

Outra dica é curso de conversação. No método usado em alguns cursinhos de idiomas poucas aulas são focadas em teoria. É apenas aprender o som das palavras e decorar seu significado. Ajuda a quem está com viagem marcada e não necessita de amplo conhecimento para uma curta estadia no exterior. 

Dicas para aprender inglês de forma rápida

Se o prazo é curto não há como aprender a falar inglês? Na verdade há sim. Alguns métodos podem ajudar e truques indicados pelos professores. Alguns deles são:

Assista filmes infantis em inglês – depois de algumas lições no livro de estudos as palavras começam a fazer sentido quando inseridas em um contexto. A indicação de filmes infantis é porque os diálogos tendem a ser mais lentos. Em primeiro momento coloque a legenda mas depois é só tirar. 

Treine conversando com amigos – se um amigo já é fluente, chame-o para uma conversa. Devagar e sempre você vai treinando pronúncia e interpretação e fica mais fácil. Bate papos online também auxiliam. 

Leia revistas e livros – ler livros em inglês ajuda e muito a ampliar o vocabulário e aceleram o idioma. 

Saiba quando seu veículo pode ser apreendido

Apreensão de veículo é quando um órgão de autoridade não permite mais que o automotor circule nas ruas. Ela pode acontecer quando há alguma irregularidade prevista em leis. Há muitos casos, então cabe ao condutor tomar as devidas medidas preventivas. Saiba mais!

Quando o veículo pode ser apreendido?

Note que a pergunta é ‘quando’ e não ‘onde’. O veículo pode ser apreendido quando for encontrado com irregularidade. Onde? Em qualquer lugar. Se um agente de trânsito em uma blitz ou em serviço na ronda notar algo indevido pode solicitar um reboque para remoção. 

O ato de apreender nada tem haver com a permissibilidade do condutor. Se a proibição for do motorista dirigir, seja porque sua carteira não é válida ou está embriagado, outro motorista pode se dirigir ao local e levar a carro, moto ou caminhão ou seja lá qual for o bem.

A apreensão pode acontecer sempre que um agente de trânsito notar uma irregularidade. O processo é convocar um reboque, suspender os documentos e levar o veículo para um pátio autorizado do Detran. Todos os dias no pátio são cobrados e a cargo do proprietário. 

Um ponto importante: sendo o veículo apreendido é o proprietário o responsável e não o condutor. Se não forem a mesma pessoa o motorista pode seguir viagem. O carro é que fica.

Quais situações geram apreensão de veículo?

As irregularidades no veículo podem ser tanto em se tratando de documentação como em seu estado físico. O motivo mais conhecido para apreender é não pagamento do IPVA 2018O imposto possui data máxima para ser pago ou o documento do automotor não é renovado e ele está andando irregular. Pagamento o IPVA e consequentemente o DPVAT não há mais problema.

Assim que é pago uma nova via do documento do veículo é enviada para a casa do contribuinte e ele já pode andar regular e seguro nas ruas. A regra vale para todo o território nacional. 

Quanto ao estado do veículo estamos falando das normas de segurança serem seguidas. Se não há condições de circulação ele é recolhido. Um dos maiores exemplos é carro sem farol. Dirigir à noite neste estado é considerado infração grave e se não há lanternas poderá haver remoção. 

Situações jurídicas podem causar a apreensão. Uma delas é causas legais de busca e apreensão de bens. Neste caso a Polícia Militar ou Civil pode ser informada que o proprietário na verdade deveria ter devolvido o veículo e ele pode ser resgatado em uma blitz e rebocado. 

Multa pode fazer o veículo ser apreendido? 

A multa é ligada ao motorista e não ao veículo. Contudo, para obrigar o portador da carteira de habilitação a pagar seus débitos com o Detran, a mudança de proprietário é feita apenas se as multas forem pagas.

Nenhum veículo é aprendido por haver multas. Mas o condutor pode ter a sua carteira suspensa se somar 21 pontos. Neste caso ele não pode dirigir por um ano e após fazer um curso de reciclagem e prova teórica novamente. 

 

10 Vantagens de viajar de carro

Viajar é uma das melhores maneiras de conhecer as mais diversas culturas e desbravar novas paisagens, mas como diria o sábio Carlos Drummond de Andrade “O caminho é mais importante do que a chegada ” sendo assim, escolher o carro ao invés do avião, pode te proporcionar uma experiência ainda mais enriquecedora!

Ainda não tem certeza sobre escolher o carro como o seu transporte rumo as novas aventuras? Confere então as 10 vantagens de viajar com o seu carro!

1 –  Seja dono do seu próprio destino!

“No caminho é que se vê, a praia melhor pra ficar” Já dizia o cantor e compositor Chico Science em sua musica A Praieira ao se referir as infinitas possibilidades que você poderá escolher durante a sua viagem. Afinal, seu carro, suas regras! Viu um evento super interessante que não estava em seu roteiro? É só encostar e conhecer. Avistou uma feira de antiguidades bacana no meio do caminho? Basta parar e ir até lá.

Quem manda no roteiro é você!

2 – Bagagem (quase) sem limites

Uma enorme desvantagem de optar pelas linhas aéreas ultimamente tem sido a polêmica das bagagens, onde você precisa pagar caso passe do volume permitido. Coisa que não aconteceria numa viagem de carro, onde enquanto tiver espaço no bagageiro, dá para levar o que você quiser. Este tipo de viagem é, inclusive, uma boa opção para quem vai com o intuito de fazer muitas compras.

3 – Juntinho de quem realmente importa (até o seu PET)

Sim, é possível embarcar com o seu pet em viagens de ônibus ou avião, mas não é uma tarefa muito simples… Além do fato de não ser para qualquer animal, são cobradas inúmeras taxas, nem todos podem ir na cabine com o passageiro o que leva ao estresse do seu amiguinho.

Já no carro, o bichinho vai com você: no banco de trás em gaiolas, caixas transportadoras ou devidamente contido pelo cinto de segurança!

4 – Dividir alegrias e os gastos também!

Se você viajar de carro com mais de quatro pessoas, por exemplo, pode dividir todo os gastos, assim não sairá pesado para você! Custos com combustível, manutenção do veículo, pedágios, dentre outros, podem sair muito mais baratos do que uma passagem aérea, por exemplo.

Vai sair acessível para todos que forem e, com certeza, vocês vão aproveitar ao máximo o passeio!

5 – Os filhos pequenos e os idosos? Vão também!

Para crianças ou até as pessoas mais velhas, o fato de esperar durante horas em um aeroporto pode ser extremamente desconfortável. Ter a chance de eliminar essa burocracia é, sem dúvida, uma ótima ideia não é?  Parar no meio do caminho para comer, esticar as pernas ou ir ao banheiro também são grandes vantagens.

6 – Uma viagem = milhares de destinos

Ainda que você pegue um voo para chegar até o ponto de partida da viagem, alugar um veículo te dará a chance de visitar outras cidades próximas!

Um viagem usando um carro entre as portuguesas Lisboa e Porto, por exemplo, oferece a oportunidade de conhecer Fátima e Coimbra durante o caminho.

7 – Economia de dinheiro… E tempo

Pode parecer muito mais rápido optar pelas viagens de avião, mas só o tempo que você passa dentro do aeroporto com toda aquelas burocracias, tiram um tempo e paciência sagrada dos viajantes! Dependendo do seu destino, optar pelo carro é sim mais rápido, econômico e simples. 

8 – 100% mais acessibilidade

Em alguns destinos, como sítios e fazendas, só é possível chegar de carro.  Em outros, até dá para ir de ônibus, trem ou táxi, mas os custos podem ficar excessivamente altos, visto que alguns motoristas se aproveitam dos turistas… Antes de colocar o pé na estrada, vale fazer a comparação dos custos!

9 – Unir-se com quem está ao seu redor

Nossa vida anda tão corrida que estar com quem amamos é cada vez mais raro… Muitas vezes até estamos próximos, mas não estamos interagindo e isso é facilmente corrigido durante uma viagem de carro, visto que todos estão na mesma vibe, com os mesmos planos e com muita euforia!

Vale tudo para não deixar o papo morrer: Cantar, fazer jogos de adivinhações, tirar umas selfies… A criatividade fica por sua conta!

10 – Conecte-se ao seu interior 

Viajar, acima de tudo é trocar a alma de casa. Aproveite um tempo longe da sua rotina e conheça a si mesmo. Tire um tempo só para olhar a paisagem pela janela do seu veículo. Pense em todas as conquistas já alcançadas até aqui e tudo o que você ainda quer alcançar…

Balanços pessoais são extremamente enriquecedores!

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.